Santos Brasil divulga resultados do primeiro trimestre

A Santos Brasil divulga que fechou o primeiro trimestre de 2019 com 254.929 contêineres movimentados em seus três terminais – Santos (SP), Imbituba (SC) e Vila do Conde (PA) – um crescimento de 0,7% no volume operado em relação ao mesmo período do ano anterior. As operações de longo curso representaram 72,8% do total movimentado e as de cabotagem, 27,2%. O mix de contêineres cheio-vazio também melhorou, com o volume de cheios correspondendo a 78,7% do total movimentado de janeiro a março deste ano, frente aos 76,5% nos três primeiros meses de 2018.

O Tecon Santos movimentou 218.533 contêineres no trimestre, aumento de 1,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O crescimento contrasta com a queda de 12,1% verificada no Porto de Santos nesse período. De acordo com a Santos Brasil, o Tecon Santos foi o único terminal de contêineres do porto que registrou crescimento de volume no primeiro trimestre de 2019 se comparado ao mesmo período do ano passado. O market share do terminal no porto subiu de 34,2% de janeiro a março de 2018 para 39,7% nos três primeiros meses de 2019, consolidando a liderança da Santos Brasil no Porto de Santos.

O Tecon Imbituba movimentou 12.649 contêineres de janeiro a março deste ano, 8,3% abaixo do volume de 2018. A queda é reflexo da redução na movimentação de contêineres de longo curso decorrente da descontinuação do serviço Asas, que deixou de existir devido à reorganização dos serviços asiáticos dos armadores Maersk, Hamburg Süd, MSC e Hapag Lloyd na costa da América do Sul. No entanto, essa queda é mitigada pelo incremento dos volumes movimentados no Terminal de Carga Geral de Imbituba, que conquistou contratos para exportação de toras de madeira, vergalhões de aço e barrilhas, sobretudo para o mercado chinês.

No Tecon Vila do Conde, o volume de contêineres movimentados caiu 1,0% nos três primeiros meses deste ano, atingindo 23.747 unidades. As operações de longo curso representaram 65,3% do volume total e tiveram queda de 7,5%. O volume da cabotagem, que respondeu a 34,7% do total movimentado, subiu 14,1% de janeiro a março de 2019.

Já o volume de contêineres armazenados da Santos Brasil Logística cresceu 5,7% no período, fruto de novos contratos firmados com clientes dos setores químico e de fertilizantes.

O Terminal de Veículos (TEV) movimentou 48.948 veículos nos três primeiros meses de 2019, queda de 31,6% em relação a 2018, decorrente principalmente das menores exportações de veículos das montadoras brasileiras para o mercado argentino. Por outro lado, o mix apresentou evolução com maior parcela de veículos importados sobre o total movimentado, de 12,1% de janeiro a março deste ano contra 10,8% no mesmo período do ano anterior.

Segundo o diretor Econômico-Financeiro e de Relações com Investidores da Santos Brasil, Daniel Pedreira Dorea, o resultado do primeiro trimestre de 2019 reflete o ritmo lento da economia brasileira, com retração das expectativas de crescimento para o ano. Apesar disso, avalia o executivo, o crescimento registrado pelo Tecon Santos, de maneira isolada, demonstra o potencial de a empresa ganhar participação de mercado perante à concorrência, pavimentando o crescimento esperado das operações nos próximos trimestres.

A receita líquida consolidada da companhia no primeiro trimestre de 20109 cresceu 6,3%, totalizando R$227,2 milhões. No período, a Santos Brasil apresentou prejuízo líquido de R$ 9,1 milhões. Como consequência da nova metodologia contábil, houve incremento nas despesas de amortização do ativo intangível, impactando diretamente o resultado do exercício.

O Ebitda da empresa foi de R$ 32,8 milhões, com margem de 14,4%. Já o Ebitda proforma recorrente totalizou R$13,5 milhões, com margem de 6%. A Santos Brasil encerrou o período com um saldo de caixa de R$ 249,3 milhões e caixa líquido de R$31,4 milhões. Os investimentos somaram R$15 milhões no trimestre.

Leia mais

Governo federal anuncia investimentos de R$ 2 bi na malha rodoviária nacional

O ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes de Freitas anunciou hoje, dia 16 de abril, em Brasília, um pacote de medidas voltadas ao transporte rodoviário, com foco especial no caminhoneiro autônomo.

Um dos principais destaques será um aporte de R$ 2 bilhões destinado à conclusão de obras rodoviárias e também a serviços de manutenção, recuperação e ampliação de estradas. Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disponibilizará, em um primeiro momento, R$ 500 milhões em linhas de crédito de até R$ 30 mil para cada caminhoneiro autônomo, visando a compra de insumos como pneus e a manutenção dos veículos.

Outro ponto abordado foi o fomento à implantação de pontos de parada para os caminhoneiros, onde o profissional pode descansar, obedecendo a Lei 12.619, conhecida como Lei do Descanso, e usufruir de diversos outros serviços durante suas viagens. De acordo com Freitas, a disponibilização desses locais se tornará obrigatória para as concessionárias, e a novidade será adicionada aos contratos de concessão, inclusive nos futuros leilões.

Quanto à tabela de frete, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, salientou que esse é um dos principais temas discutidos pelo atual governo, mas ainda tratado por diferentes esferas uma vez que envolve diversas variáveis, como tipo de produto transportado, equipamentos aplicados na movimentação, custos de manutenção, entre outros.

Dentre os demais assuntos abordados pelo ministro estão a importância da utilização do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), que reúne todos os documentos inerentes ao transporte de carga rodoviário e simplifica a vida do caminhoneiro, inclusive eliminando intermediários, a possibilidade da criação de um cartão combustível fornecido pela Petrobras para a compra de diesel com valor fixado e a mudança do tempo de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), de cinco para dez anos.

“Estamos felizes por dar esses passos. E eles são somente os primeiros. Nosso objetivo é trabalhar cada vez mais por esses profissionais que movimentam a riqueza do Brasil”, disse Freitas. “Nossa vontade é de ajudar quem ajuda o Brasil”, completou Lorenzoni.

Leia mais

Tráfego de veículos de carga é liberado na SP 055

Tráfego de veículos de carga é liberado na SP 055
Não há restrição de peso e dimensões; cargas especiais ou superdimensionadas, porém, precisam de autorização

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) publicou na última terça-feira, 2 de julho, no Diário Oficial do Estado, a Portaria SUP/DER 100-01/07/2019 que libera a circulação de veículos de carga sem restrição de peso e dimensões na Rodovia Manoel Hyppolito Rego, a SP 055, do km 114,5 ao km 120, em São Sebastião (SP).

O DER lembra, contudo, que os caminhões com cargas especiais ou superdimensionadas precisam de Autorização Especial de Tráfego (AET) para circulação em horários específicos, conforme regulamenta a Portaria SUP/DER-064-21/12/2016.

A restrição na circulação de caminhões havia sido determinada no mês de março, após fortes chuvas danificarem o talude e parte da pista no km 115,8. Seguem em andamento obras de contenção do talude, de recapeamento e de implantação de nova sinalização.

O prazo previsto para a conclusão dos serviços é o próximo mês de agosto. Durante o período de obras, interdições parciais, com operação pare e siga, poderão ser necessárias. O DER avisará os usuários por meio dos painéis de mensagem variável e por seus canais de comunicação, como site, perfil no Twitter e telefone de emergências.

Leia mais

Ponte na rodovia Raposo Tavares é revitalizada

Ponte na rodovia Raposo Tavares é revitalizada
Estrutura que liga as cidades de Paranapanema e Angatuba é utilizada para o escoamento da produção agrícola e industrial

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER-SP) informou que o tráfego de veículos pesados foi liberado na última sexta-feira, dia 31 de maio, pela ponte sobre o Rio Paranapanema, no km 229,8 da Rodovia Raposo Tavares (SP 270). Os veículos estavam proibidos de passar pelo local desde janeiro deste ano, quando o DER deu início aos serviços de recuperação estrutural.

A obra é fundamental para a logística da região, porque a ponte, que liga em seus 147 metros de extensão as cidades de Paranapanema e Angatuba, é utilizada para o escoamento da produção agrícola e industrial. Por dia, passam nesse trecho da SP 270 mais de quatro mil veículos.

Vale lembrar que a melhoria integra o pacote de obras para modernização da Rodovia Raposo Tavares, iniciada em 2018. As intervenções foram divididas em oito lotes, que cobrirão 204 km da rodovia, entre os municípios de Itapetininga e Ourinhos. O valor total das obras está orçado em R$ 635 milhões.

Entre as ações previstas estão a duplicação de 50,4 km, a implantação de 122,7 km de terceiras faixas em ambos os lados da rodovia, a recuperação de 153, 5 km de pistas simples e acostamentos e a revitalização completa da sinalização. O DER implantará, ainda, 21 dispositivos de acesso e outros 14 dispositivos existentes receberão melhorias. Serão construídas também três passarelas e um viaduto, além da reforma das pontes existentes.

As obras da SP 270 entre Piraju e Ourinhos foram iniciadas em abril de 2018 e deverão ser concluídas em outubro deste ano. Já entre Itapetininga e Piraju foram iniciadas em agosto de 2018 e devem ser finalizadas em agosto de 2020.

Leia mais

Rio-Santos é liberada para caminhões acima de 23 toneladas

Rio-Santos é liberada para caminhões acima de 23 toneladas
Restrição de passagem continua para veículos com capacidade superior a 45 t

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informa que liberou a circulação de veículos de cargas acima de 23 toneladas na rodovia Rio-Santos, em São Sebastião (SP). A decisão foi tomada após a conclusão da primeira etapa das obras emergenciais que o departamento realiza no local. Com a continuidade das obras, porém, a restrição de passagem será válida para caminhões acima de 45 t.

A limitação é necessária para garantir a segurança de todos que passam pelo km 115,8 da rodovia Doutor Manoel Hyppolito Rego, a SP-055. O estaqueamento da pista atingida pela erosão foi a primeira parte das obras que o DER realiza no trecho. Após essa fase, o órgão continua com os trabalhos de recuperação do talude, da pista e do aterro. Ao todo, os serviços emergenciais para garantir a segurança no local devem durar três meses e estão orçados em R$ 1,7 milhão.

A fiscalização de peso proporcionará mais segurança aos motoristas e usuários, já que no km 115,8 a erosão de grandes proporções compromete parte da pista e o talude às margens da SP-055. Por isso, a nova restrição ainda é necessária.

Até que as obras sejam totalmente concluídas e a SP-055 liberada ao tráfego sem restrições, o DER informa que está à disposição para que sejam encontradas soluções logísticas ao transporte de carga que excedam o peso máximo estipulado.

Vale lembrar que para a fiscalização dois postos de pesagem do tipo volante ou móvel foram posicionados nos km 114,5 e 120. A operação das balanças é diária, das 6 horas às 18 horas. Após o período, a fiscalização é realizada por agentes da Polícia Militar Rodoviária, por meio da checagem da nota fiscal da carga transportada e dos eixos que compõe as combinações dos caminhões. Caso o motorista desrespeite a verificação realizada no posto de pesagem, ele será autuado com base no Artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro, cuja multa é de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH.

Leia mais

Santos Brasil abre inscrições para nova turma do Programa Formare

A Santos Brasil abriu, no dia 1º de julho, inscrições para uma nova turma de aprendizes do Programa Formare. São 20 vagas para o curso de Assistente Administrativo para a Área Portuária, que tem início em novembro deste ano e vai até fevereiro de 2021. O programa tem carga horária de 1.800 horas e será ministrado no Tecon Santos. Clique no link a seguir e conheça mais detalhes a respeito do Formare.

Programa Formare leva a qualificação profissional para dentro das empresas

Podem se candidatar jovens de 18 e 19 anos provenientes de famílias em situação de desvantagem econômica e social, residentes no Guarujá (SP) e que estejam cursando o 3º ano do ensino médio ou que já concluíram o curso nas escolas públicas do município.

Os interessados devem se cadastrar por meio do site da companhia até o dia 19 de julho. Lá, eles terão acesso ao edital, ao formulário de inscrição e a todo o processo seletivo, que é composto por quatro etapas classificatórias, sendo a primeira uma prova escrita.

Os aprovados nessa primeira etapa passarão ainda por dinâmica de grupo, entrevista individual e aplicação de testes. Os jovens selecionados serão contratados pela empresa como aprendizes, em regime CLT. Vão receber um salário mínimo, material didático, uniforme, refeição na empresa, seguro de vida, vale transporte e cesta alimentação.

No último mês de março, a Santos Brasil celebrou dez anos do início da primeira turma do Programa Formare com importantes números: 270 jovens formados, 98 contratados pela companhia e 15.300 horas de aulas práticas e teóricas.

A iniciativa, pioneira no setor portuário e desenvolvida em parceria entre a Santos Brasil e a Fundação Iochpe, está alinhada à diretriz da companhia de apoiar ações de inclusão social, com ênfase em educação, promoção da cidadania e desenvolvimento da sociedade. Ela atende também a uma necessidade de todo setor portuário por novos profissionais qualificados e facilita a entrada dos jovens no mercado de trabalho.

Leia mais